“Médico, cura-te a ti mesmo” (Lucas, 4; 23)”


FISIOPATOLOGIA – IC

Posted in Uncategorized por theoliveirashow em agosto 26, 2009

IC – INSUFICIENCIA CARDIACA

É a incapacidade do coração de manter um débito capaz de suprir as necessidades do organismo.

DEFINIÇÕES E IMPORTÂNCIA:

– Síndrome na qual o coração é incapaz de atender as demandas metabólicas dos tecidos, ou o faz sob alta pressão de enchimento, e se expressa clinicamente por dispnéia, fadiga e edema.

IC sistólica:

Caracteriza-se pela redução da contração e do esvaziamento do ventrículo esquerdo.

IC diastólica:

Caracteriza-se pelo aumento da resistência ao enchimento dos ventrículos.

IC crônica descompensada:

piora aguda da capacidade funcional ou a presença de sintomas em repouso.

IC baixo débito:

Caracteriza-se por vasoconstricção periférica, levando a extremidades frias, oligúria e hipotensão.

IC alto débito:

Caracteriza-se por vasodilatação periférica, levando à pele quente, avermelhada, pulsos cheios. Ocorre em estados hipercinéticos: anemia, tireotoxicose, gravidez, fístulas arteriovenosas.

– Doença comum, incapacitante, fatal e dispendiosa .

– A freqüência tende a crescer com o aumento de idosos na população.

– IC é a causa mais freqüente de internações em pacientes > 60 anos;

– Representa 7,16% de todas as internações na clínica médica do HGWA

– Via final comum da maioria das cardiopatias.

– O diagnóstico precoce e o tratamento efetivo da IC reduzem a morbimortalidade

e os custos associados.

Sendo a falência uma incapacidade do coração em bombear sangue suficiente para as necessidades do organismo, os efeitos são:

• Débito cardíaco reduzido

• Acumulo de sangue nas veias

Ou seja, é uma síndrome clínica complexa que pode decorrer de qualquer transtorno estrutural ou funcional cardíaco que prejudique a capacidade dos ventrículos em ejetar sangue.

IC descompensada

• Diminuição do debito cardíaco
• Retenção renal
• Dilatação cardíaca
• Aumento da pressão atrial
• Formação de edema generalizado

Insuficiência ventricular esquerda

• Bombeamento preservado do ventrículo direito
• Aumento da pressão capilar acima da pressão
coloidosmótica capilar
• Formação de edema pulmonar

Insuficiência ventricular direita

• Bombeamento preservado do ventrículo
esquerdo
• Aumento de pressão do VD => AD
• Dificulta o retorno venoso sistêmico

Edema sistêmico

• A insuficiência cardíaca acarreta em queda da pressão na aorta e nos capilares sistêmicos
• Edema sistêmica ocorre por retenção renal
• Ativação de mecanismos compensatórios de
baixo débito cardíaco
• Filtração glomerular reduzida
• Ativação do sistema renina-angiotensina
• Aumento da reabsorção renal de sódio e água
• Aumento da secreção de aldosterona
• Pelo estimula da angiotensina
• Decorrente do aumento do potássio plasmático

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: